saudicas-logo-350

Menstruação marrom é pouco fluxo? O que pode ser?

menstruacao-marrom-e-pouco-fluxo

Muitas mulheres se perguntam se menstruação marrom é pouco fluxo ou pode significar algum problema.

Na maioria dos casos, não precisa se preocupar, no entanto, em outros, pode ser sinal de alguma doença ou mesmo um sintoma pós-parto.

Por isso, é importante estar sempre consultando regularmente o ginecologista, fazer os exames solicitados e se a menstruação escura indicar algum problema mais sério, tratar.

Então, sua menstruação está com uma coloração marrom ou preta? Descubra aqui o que pode ser!

Menstruação marrom é pouco fluxo?

Antes de tirar a sua dúvida se menstruação marrom é pouco fluxo, vamos entender melhor o que pode ser uma menstruação mais escura.

Geralmente, diferentemente daquela cor vermelha mais viva, o sangramento menstrual marrom é comum em muitas mulheres, especialmente no início ou final do ciclo, quando o fluxo é menor.

Agora, quando é pouco fluxo, a menstruação pode apresentar uma textura mais seca.

Por outro lado, pode ser sinal de alguma doença, como doenças sexualmente transmissíveis, certos medicamentos, alterações hormonais, ou durante a gestação e pós-parto.

Menstruação escura o que pode ser?

Como já foi dito, uma das causas da menstruação marrom é pouco fluxo, onde essa mudança de cor ocorre em razão da oxidação do tecido, o que é algo normal.

Agora, existem casos onde pode essa coloração mais escura pode estar relacionada a outros fatores, por exemplo:

  • Sangue coagulado: ocorre quando o sangue acumulado demora mais tendo para ser expelido, que pode vir acompanhado de coágulos;

  • Doenças sexualmente transmissíveis (DSTs): além da menstruação marrom, apresenta um odor forte, assim como coceira, dor e febre, o que varia de uma doença para outra;

  • Endometriose: a menstruação pode descer mais escura e a mulher pode apresentar cólicas e dor durante a relação sexual;

  • Alterações hormonais: muito comum no período que antecede a menopausa, onde há uma diminuição da produção de hormônios, onde a menstruação marrom é pouco fluxo;

  • Pós-parto: também frequente no pós-parto, uma vez que leva um certo tempo para o útero voltar ao seu tamanho normal;

  • Gravidez: geralmente um sangramento mais escuro pode ocorrer no início da gravidez, que é chamado de nidação, que mostra que o embrião se fixou às paredes do útero;

  • Medicamentos: alguns medicamentos podem interferir nos níveis hormonais, o que por sua vez pode alterar a cor do sangue menstrual.

Além de todos esses fatores, saiba que o estresse, ansiedade e depressão também podem influenciar no ciclo menstrual.

Por exemplo, a parede do útero pode ficar mais fina, onde o sangue oxida e se torna mais escuro.

Mais uma vez, é super importante fazer o acompanhamento com o ginecologista, e ao perceber algo anormal, marque logo uma consulta.

Leia também: Barriga Inchada é Menstruação não Desce? saiba o que pode ser

Quais as causas de pouco fluxo?

Uma outra dúvida muito comum, além de menstruação marrom é pouco fluxo, é se existe um fator que possa contribuir para uma menor quantidade de fluxo menstrual.

Veja, a seguir, fatores que podem influenciar na quantidade de fluxo menstrual:

  • Idade, por exemplo, perto da menopausa;

  • Uso de anticoncepcionais;

  • Estados emocionais, como estresse e ansiedade;

  • Excesso de exercícios físicos;

  • Sinal de uma gestação.

Lembre-se de procurar seu médico no caso de uma menstruação marrom e com fluxo mais intenso, principalmente se durar mais de 10 dias.

Ele vai avaliar o que pode estar acontecendo, uma vez que algumas doenças podem provocar fluxos mais intensos, como a endometriose ou tumores.

Por isso, sempre que você tiver qualquer dúvida, a melhor pessoa a procurar é seu médico ginecologista, pois vai poder te dar todas as informações e se necessário, tratar.

Quando procurar um médico?

Mesmo fazendo suas consultas regulares, existem momentos onde você deve marcar uma consulta.

Portanto, mesmo sabendo que menstruação marrom é pouco fluxo, se vier acompanhada de outros sintomas, é hora de consultar seu médico: 

  • Coceira;

  • Ardência;

  • Dor durante a relação sexual;

  • Febre.

Ao avaliar os sintomas, o médico vai investigar a causa e assim, prescrever o tratamento mais adequado!

Gostou? Compartilhe