Dê uma nova olhada em seu estilo de vida.

A especialização em cirurgia robótica está ajudando a mudar a medicina

No contexto de uma pandemia global que amplificou os desafios dos cuidados de saúde modernos, hospitais e provedores buscaram novas ideias para ajudar a melhorar os resultados para os pacientes e gerenciar funcionários e orçamentos altos.

Enquanto os sistemas cirúrgicos assistidos por robótica estão em salas de cirurgia há mais de duas décadas, as mais recentes tecnologias robóticas usando abordagens minimamente invasivas oferecem melhorias que têm o potencial de economizar tempo e recursos para médicos que desejam fazer mais por seus pacientes.

“Os cuidados de saúde precisam se adaptar na velocidade da necessidade”, diz o Dr. Kent Bishop, presidente do grupo de médicos do sistema de saúde ProMedica, com sede em Ohio, que teve que mudar suas estratégias de atendimento durante a pandemia. “Ainda estamos sob pressão e ainda precisamos inovar.”

Como muitos sistemas hospitalares, a ProMedica buscou a cirurgia assistida por robótica para ajudar a atender à necessidade de estadias mais curtas de pacientes em hospitais – um objetivo que visa melhorar os custos e aliviar as pressões sobre as equipes de atendimento, mas que também pode permitir melhores resultados clínicos.

Através de curso de especialização em cirurgia robótica, a ProMedica está preparando seu corpo clinico para as novas tecnologias  em cirurgia assistida por robótica e os desafios que essas novas técnicas propõem.

As ideias mais recentes sobre procedimentos minimamente invasivos no tratamento do câncer de pulmão, a principal causa de mortes por câncer em todo o mundo, podem ilustrar como as abordagens robóticas podem ajudar a mover os pacientes de forma cuidadosa, mas rápida, ao longo de sua jornada de saúde, além de beneficiar as equipes de atendimento.

A plataforma de broncoscopia Ion e o sistema cirúrgico da Vinci da Intuitive, uma empresa com sede na Califórnia especializada em tecnologia minimamente invasiva e assistida por robótica, oferecem as mais recentes inovações para biópsia e procedimentos pulmonares. Os hospitais estão encontrando maneiras de usar os dois juntos para atender às necessidades individuais, preparando o cenário para um futuro em que os dados cirúrgicos geram benefícios poderosos para os pacientes e para as instituições que prestam cuidados.

“Nossa empresa nasceu de colaborações entre engenheiros e cirurgiões cardíacos para ver o que era possível”, diz Gary Guthart, CEO da Intuitive. “É uma vitória quando você pode tratar mais rapidamente, reduzir o tempo de recuperação e liberar recursos de saúde que podem ser aplicados ao próximo paciente.”

Ferramentas Avançadas para Cuidados Pulmonares

O trabalho da Intuitive em evolução de ferramentas clínicas está abrindo caminho para o futuro do atendimento, tanto na forma como os médicos detectam o câncer de pulmão quanto na forma como tratam o tecido que precisa ser removido.

“Temos que continuar inovando as soluções para fazer com que as pessoas entrem e saiam de uma biópsia ou intervenção e voltem às suas atividades normais o mais rápido possível, seja voltando ao trabalho ou aproveitando a aposentadoria”, diz o Dr. Daniel Oh, um cirurgião torácico e professor associado de cirurgia da Universidade do Sul da Califórnia e diretor médico associado da Intuitive.

A plataforma Ion assistida por robótica da empresa permite mais precisão durante as biópsias pulmonares. Os primeiros estudos sugerem bons resultados em relação à segurança, além de encorajar os resultados dos pacientes.