Ambulâncias: Guia completo dos principais tipos de ambulâncias

conheca-principais-tipos-ambulancias

A ambulância particular podem salvar vidas em situações emergências e, por isso, são extremamente importantes na vida das pessoas. Com sua agilidade e rapidez ela é capaz de transportar o paciente ao hospital e mantê-lo seguro ao longo de todo trajeto. Você provavelmente já pensou quais os tipos de ambulâncias que existem, uma vez que cada caso necessita de um atendimento diferente.

Não se preocupe, a Brasil Emergência Médicas vai explicar tudo para você neste artigo! Saiba quais os diferentes tipos de ambulâncias disponíveis e a sua importância nos momentos de emergências. Em nosso site você também encontra tudo o que precisa saber sobre ambulância particular.

Conteúdo da página:

  • Tipos de ambulância
  • Qual a importância de entender sobre os diferentes tipos de ambulância?
  • Legislação para ambulâncias
  • Serviços de ambulância particular
  • Ambulância particular valor
  • Ambulância particular emergência Brasil Emergências Médica

Conheça os principais tipos de ambulância

A ambulância particular é o veículo ideal para realizar remoção e transporte de pessoas com determinados riscos de saúde, seja casos mais simples, aos complexos. As ambulâncias para emergências médicas são diferentes daquelas usadas para alta do paciente do hospital ou resgate. Isso porque cada situação exige determinado tipo de abordagem e atendimento e, consequentemente, equipamentos e equipe médica.

É estabelecido por Lei os diferentes tipos de ambulância para que cada uma seja indicada, assim como a maneira que ela deve ser equipada. Além disso, todas as ambulâncias devem seguir as normas da ABNT – NBR 14561/12000 para garantir a segurança de todos seus pacientes.

Confira a seguir mais detalhes sobre cada um dos principais tipos de ambulâncias e a sua principal função:

Ambulância tipo A

A ambulância particular do tipo é usada para o deslocamento de pacientes que não apresentam alto risco de vida, remoções simples e de caráter eletivo. Por não apresentar necessidades elevadas, este tipo de veículo conta com itens básicos, como sinalizador acústico e ótico, maca com rodas, cilindro de oxigênio, suporte para soro, glicosímetro, maleta de materiais e alguns medicamentos.

Leia também: Terapias alternativas: o que são e como elas contribuem para a saúde

A ambulância particular de suporte básico pode ser solicitada para as seguintes situações:

  • Efetivação de consultas e exames;
  • Clínicas;
  • Inter-hospitalar;
  • Retorno para residência depois de uma alta hospitalar;
  • A tripulação que acompanha o atendimento é composta pelo motorista socorrista e enfermeiro ou técnico de enfermagem.

Ambulância tipo B

Esse tipo de ambulância particular é ideal para aqueles pacientes que estão em risco de vida, mas não necessitam de atendimento no local. A tripulação que a acompanha também é composta por um enfermeiro ou técnico de enfermagem e motorista socorrista. Os itens encontrados nas ambulâncias tipo B, são:

  • Sinalizador ótico e acústico;
  • Suporte para soro, maca articulada com rodas;
  • Colete cervical;
  • Instalação para rede de oxigênio com cilindro;
  • Umidificador de oxigênio;
  • Kit para parto;
  • Maleta de primeiros socorros com estetoscópio, luvas descartáveis, tesouras, entre outros;
  • Ressuscitador manual;
  • Rádio para comunicação.

Ambulância tipo C

A ambulância particular tipo C é o veículo ideal para resgate e atendimento de vítimas de acidentes. Por necessitarem de realizar o atendimento no próprio local, a tripulação é composta pelo motorista socorrista e dois militares com capacitação para salvamento e suporte básico à vida. Além do sinalizador ótico e acústico, suporte para soro, maca articulada com rodas e instalação para rede de oxigênio com cilindro, citados no item anterior, é obrigatório nesse tipo de ambulância particular:

  • Prancha longa para deixar a coluna imobilizada;
  • Colete imobilizador ou prancha curta;
  • Suporte para soro, maca articulada com rodas;
  • Máscaras, óculos e aventais de proteção;
  • Rede de oxigênio da ambulância B;
  • Instalação para rede de oxigênio com cilindro;
  • Kit para parto da ambulância B;
  • Material de salvamento com: moto abrasivo, martelete pneumático, máscara autônoma, almofadas pneumáticas, bola tipo life-bolt, ferramentas auxiliares para desencarceramento;
  • Sinalizador ótico e acústico;
  • Maleta de primeiros socorros da ambulância B incrementada com: bandagens para queimaduras e machucados grandes, frascos de soro fisiológico e mini lanterna;
  • Lanterna de mão,
  • Extintor de pó químico, capacetes, cordas, luvas isolantes e tesouras hidráulicas;
  • Torre de sinalização traseira.

Ambulância tipo D

Ambulância particular destinada para pacientes com alto risco de vida, ou seja, com suporte avançado à vida. A tripulação mínima é acompanhada por um motorista socorrista, um médico e um enfermeiro. Pela necessidade de maior suporte ao paciente e possíveis intervenções ao longo do trajeto, a ambulância tipo D, além de todos os itens citados acima, conta com:

  • Itens básicos para a equipe médica: óculos, máscaras e aventais; cobertor ou filme metálico para conservação de calor do corpo;
  • Radiocomunicação;
  • Almotolias com antisséptico; colares cervicais de diversos tamanhos;
  • Medicamentos necessários para socorro com urgência;
  • Campo cirúrgico fenestrado;
  • Um kit com: cânulas endotraqueais de vários tamanhos, cateteres de aspiração, adaptadores para cânulas, cateteres nasais tipo óculos, seringa de 20 ml para sonda dobbhoff;
  • Pares de luvas de procedimentos, máscara para ressuscitador adulto e infantil, frasco de geleia de lidocaína;
  • Ressuscitador manual (crianças e adultos), sondas para aspiração traqueal de vários tamanhos.

Um ponto a se destacar sobre este tipo de ambulância particular é que ela também é utilizada para o transporte de recém-nascidos de até 28 dias, chamada de fase neonatal. Nessa situação, a ambulância também conta com uma incubadora para o transporte de bebês, controle de temperatura e cilindros de oxigênio. Além disso, este tipo de ambulância conta com respirador que funciona à base de pressão.

Ambulância tipo E

A ambulância particular tipo E corresponde a aeronave de transporte médico. Ela é utilizada para o transporte de pacientes inter-hospitalar e atendimento de resgate. É dotada de equipamentos médicos homologados pelo DAC – Departamento de Aviação Civil. A tripulação é composta por um piloto, médico e enfermeiro.

Ambulância tipo F

Por fim, temos a embarcação de transporte médico, que corresponde a um veículo motorizado aquaviário. Este tipo de ambulância particular é destinado ao transporte marítimo ou fluvial e deve constar em seu interior todos itens necessários para atendimento do paciente de acordo com seu estado de saúde. A tripulação de atendimento para suporte básico à vida é composta por um técnico em enfermagem e um condutor. Já quando há a necessidade de suporte avançado para embarcação de transporte médico, ela é composta por um médico, enfermeiro e condutor.

Qual a importância de entender sobre os diferentes tipos de ambulância?

Cada tipo de ambulância particular tem sua própria tarifa de preço, uma vez que cada uma realiza um tipo de atendimento. Quanto mais complexo o atendimento e mais sofisticada e equipada a ambulância, maior será o seu valor. Conhecer os diferentes tipos de ambulância ajuda a entender o valor cobrado, assim como o atendimento prestado. Além disso, você terá maior capacidade de identificar serviços de baixa qualidade prestados por ambulâncias particulares clandestinas. Você também pode evitar despesas desnecessárias, como por exemplo, contratar uma ambulância particular mais cara para serviços simples e não emergenciais.

Qual a legislação a respeito do transporte em ambulância?

Devido à solicitação e grande pressão da classe de enfermagem acerca da regulamentação do transporte de pacientes, foi homologado pelo governo a Lei 7.498/86 e o Decreto Regulamentador nº 94.406/87.

Além das regras nacionais estabelecidas pelo Código de Trânsito Brasileiro para transporte de emergência e a portaria estabelecida pelo Ministério da Saúde, todas as ambulâncias ou veículos destinados para emergências devem ser conduzidos e equipados de acordo com as especificações elaboradas pelos estados e municípios. O objetivo dessas normas é disciplinar esse tipo de transporte referente à realidade local.

Veja a seguir o que diz a legislação brasileira em relação a ambulância tipo D e os outros veículos de emergência.

O que determina o código de trânsito brasileiro sobre o transporte de ambulância em emergência?

Segundo o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), em seu artigo 29, os veículos destinados ao socorro de incêndio e salvamento têm prioridade no trânsito, livre circulação, estacionamento e parada. Viaturas policiais, veículos de fiscalização e operação de trânsito, ambulâncias de vários tipos, veículos destinados a socorro e salvamento se enquadram neste artigo.

Quando os dispositivos estiverem acionados, indicando as proximidades dos veículos, todos os condutores deverão deixar livre a passagem pela faixa esquerda, indo para direita da via e parando quando necessário. Os pedestres, quando ouvirem o alarme sonoro, deverão aguardar no passeio, só atravessando a via quando o veículo já tiver passado pelo local.

É bom ressaltar que a preferência desses veículos se dá em casos que eles estiverem devidamente sinalizados, com os dispositivos sonoros ligados. Deixar de dar passagem para os veículos precedidos de batedores, de socorro de incêndio e salvamento, de polícia, de operação e fiscalização de trânsito, ambulância tipo C, ambulância tipo D, UTI Móvel, UR-Unidade Móvel de Resgate, URSA – Unidade de Resgate e Salvamento configura, de acordo com o artigo 190, infração gravíssima e multa.

Assim, também, é preciso explicar que deixar de manter os dispositivos sonoros e luminosos do veículo de emergência ligados, em uma situação de atendimento gera infração média e multa. Em relação a condução desses veículos, o CTB, determina que:

  1. O condutor deve ser maior de vinte e um anos para a ambulância tipo D e outros veículos de emergência;
  2. Não pode ter cometido nenhuma infração grave ou gravíssima ou ser reincidente em infrações médias durante os últimos doze meses;
  3. Deve ser aprovado em curso especializado e em curso de treinamento de prática veículos em situação de risco, nos termos da normatização do Conselho Nacional de Trânsito (Contran);
  4. Precisa ter o curso especializado para ambulância tipo D e outros transportes de emergência. Este curso está regulado pelas Resoluções do Contran nº 168/04 e 358/10.

O que determina a portaria 2048/02 do ministério da saúde?

Além das exigências estabelecidas no Código de Trânsito Brasileiro, a Portaria 2048/02 determina que o condutor do transporte de emergência deve ter equilíbrio emocional e autocontrole.

Além disso, ele precisa ter disposição para cumprir as ações orientadas e habilitação profissional como motorista de transporte de pacientes. Também é importante ter capacidade de trabalhar em equipe, disponibilidade para a capacitação profissional. A portaria mostra a classificação das ambulâncias entre os tipos A a F, sendo que os tipos E e F são aeronaves e embarcações.

Serviços de ambulância particular

A ambulância particular pode ser contratada para outros serviços além de emergências, como forma de prevenção ou para remoção agendadas de pacientes. Veja a seguir alguns desses serviços:

Cobertura em eventos

Empresas que organizam eventos precisam contratar o serviço de ambulância particular para disponibilizar atendimento de primeiros socorros a todos os presentes. Isso garante a segurança de todos em casos de acidentes, mal estar ou encaminhamento ao hospital, caso necessário. A legislação varia de acordo com o município, por isso, é importante consultar a prefeitura ou órgão necessário antes da contratação. O número de ambulâncias e profissionais necessários, assim como o valor, varia de acordo com o tamanho, tipo e estrutura do evento e número de convidados estipulados.

Área protegida para empresa

O serviço de área protegida é voltado para empresas de qualquer segmento que querem garantir a segurança e bem-estar de seus colaboradores e clientes. Com atendimento de urgência e emergência disponível 24 horas por dia, o serviço de área protegida oferece todo o suporte necessário para qualquer pessoa que precise de atendimento pré-hospitalar e até encaminhamento ao hospital designado, que esteja no perímetro estabelecido previamente em contrato. Por agregar valor à empresa, passar mais credibilidade e diminuir os gastos com saúde e abstenções, o serviço tem ganhado cada vez mais adeptos.

Atendimento pré-hospitalar e remoção

O serviço de ambulância particular também realiza atendimento pré-hospitalar em casos de urgências e emergências, realizando o atendimento com os procedimentos e equipamentos necessários para estabilizar o estado de saúde do paciente e transportá-lo ao hospital em segurança. Há também casos mais simples, como remoção de pacientes que precisam ir ao hospital ou clínica médica realizar exames ou tratamentos, ou até remoção inter-hospitalar (realizada para transporte entre hospitais) e transporte para curtas/longas distâncias.

Ambulância particular emergências: valores

Os valores para contratar uma ambulância particular, seja para caso de emergências ou outros serviços, podem variar de acordo com determinadas circunstâncias, como tipo do veículo, tempo estipulado, distância e complexidade do caso. De forma geral, os valores oferecidos pela Brasil Emergências Médicas são os seguintes:

  • Remoção básica diurna dentro de Curitiba R$ 380,00.
  • Remoção básica região metropolitana à partir de R$ 450,00.
  • Remoção ida e volta (consulta e exames) R$ 500,00 com tolerância de 01h de espera e após será cobrado R$100,00 por hora parada.
  • Remoção noturna valor a combinar.
  • Remoção UTI valor a combinar.

Ambulância para emergência: conte com a Brasil Emergência Médicas

Se você precisa de um serviço de ambulância particular de confiança e eficiente, conte com o nosso trabalho.

A Brasil Emergências Médicas atua na área de remoção, cobertura de eventos e área protegida para empresas. Contamos com uma frota devidamente equipada e conforme estabelecido por lei. Nossos profissionais são experientes e altamente capacitados para as mais diversas situações de emergências e complexidade.

Garantimos eficiência e agilidade em nossos atendimentos, oferecendo segurança, conforto e bem-estar a todos os envolvidos.

Se você tem interesse em contratar um serviço de ambulância particular, entre em contato conosco agora mesmo e faça um orçamento. Realizamos a contratação de forma simples e fácil, para melhor atendê-los.

Garantimos um atendimento ágil, rápido e seguro.

Brasil Emergências Médicas empresa especializada e qualificada para “ambulância particular

Gostou? Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no linkedin