Colocar Stent é perigoso? Quais são os riscos envolvidos?

colocar-stent-e-perigoso

Você foi diagnosticado com um problema cardíaco e está preocupado se colocar stent é perigoso?

Na verdade, é um procedimento cirúrgico, e claro que existem riscos envolvidos, mas o stent é colocado justamente para desobstruir o fluxo sanguíneo, reduzindo assim o risco de infarto e outras doenças cardíacas.

Ou seja, o stent vai permitir ao coração voltar a receber oxigênio e funcionar normalmente.

Se você está preocupado se é perigoso colocar stent, consultamos um cardiologista para tirar todas as suas dúvidas.

Reunimos aqui tudo o que você precisa saber sobre stent, se é perigoso, para que serve, quais os cuidados após a colocação…

O que é stent?

Antes de responder a sua pergunta se colocar stent é perigoso, vamos explicar primeiro o que é stent.

Então, o stent é uma pequena prótese que é colocada no interior de uma artéria com o objetivo de desobstruir o fluxo sanguíneo.

Colocada com a ajuda de um cateter, a prótese então se expande e assim, restabelece o fluxo sanguíneo.

Geralmente indicado para tratar doença arterial do coração, caracterizada pelo acúmulo de gordura que dificulta ou mesmo impede a passagem de sangue.

Colocar stent é perigoso?

Se a sua dúvida é se colocar stent é perigoso, saiba que o risco da cirurgia é bem pequeno, ainda mais com os avanços da medicina.

Hoje em dia, a maioria dos médicos têm optado pelo stent farmacológico, pois sua estrutura metálica é revestida por um polímero, que libera medicação para evitar a formação de fibroses.

O procedimento, chamado de angioplastia, é relativamente rápido, invasivo, e, na maioria das vezes, o paciente recebe alta no dia seguinte.

Ou seja, é muito menos agressivo, pois não é necessário a abertura do tórax.

Quais os cuidados após colocar stent?

Agora que a sua dúvida sobre colocar stent é perigoso está respondida, é importante tomar alguns cuidados após o procedimento.

A recuperação é rápida, no entanto, durante duas semanas, recomenda-se fazer repouso, evitar carregar pesos, seguir uma dieta balanceada, praticar exercícios, e tomar os medicamentos prescritos pelo médico.

O importante a ter em mente aqui é que a preocupação não deve ser com o stent, mas o que levou a colocá-lo.

Ou seja, colocar stent não significa que você não possa ter a obstrução das vias coronarianas. 

Por isso, é fundamental seguir as recomendações do médico, adotar hábitos saudáveis e evitar os fatores de risco, como sedentarismo, tabagismo e controlar a diabetes e hipertensão.

Gostou? Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no linkedin